A saga de Antoine Doinel

 

90693-004-4DF53E40

Ontem assisti com minha mãe dois filmes da saga de Antoine Doinel – Beijos Roubados e Domícilio Conjugal.

Já havia lido a filmografia completa de François Truffaut que saiu pela editora Tashen alguns anos atrás – e alguns filmes do diretor, mas nunca a saga de Doinel (que curiosamente foram seus maiores recordes de bilheteria na França).

O personagem Doinel surgiu no primeiro filme, Os Incompreendidos (Les 400 coups -1959), uma espécie de autobiografia da infância de Truffaut, com Jean-Pierre Léaud ainda criança.

Depois vieram Antoine & Colette (com Doinel aos 20 anos), Beijos Proibidos (1968 – Doinel recém saído do serviço militar), Domicílio Conjugal (Doinel já casado -1970) e Amor em Fuga (1979) – com Doinel já adulto – por volta dos 35 anos.

François Truffaut e Léaud foram amigos durante toda a vida. Os filmes são ótimos, inteligentes, leves, super recomendo – o diretor é mestre em mostrar o cotidiano, sem dar aquela cara de invasão de privacidade – fora o carisma de Doinel – meio atrapalhado, com oscilações de humor o tempo todo, anti-herói, mas aprendemos a perdoar todas suas pequenas imperfeições.

Fazia tempo que não me encantava tanto com um filme, que aparentemente pode parecer simples, mas que guarda uma enorme poesia.

78257-jean-pierre-leaud-637x0-1

Jéan-Pierre Léaud nos dias de hoje (o eterno “Antoine Doinel” de François Truffaut).

Anúncios

3 pensamentos sobre “A saga de Antoine Doinel

  1. Pingback: Os números de 2010 | Ricardocohen’s Blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: