A magia do cinema de Truffaut

 

18742763

 

Quer entender a arte de fazer cinema? Pois então, alugue A Noite Americana de François Truffaut, filme vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1973.
Truffaut nos oferece aqui um delicioso painel do que significa ser um cineasta e de todos os aborrecimentos que tornam esse trabalho um tanto complicado, estressante e cheio de imprevistos. A idéia principal é demonstrar o quanto de jogo-de-cintura, de corrida-contra-o-tempo, de fria paciência, de veloz improvisação e de criatividade é necessário para que o diretor consiga sobreviver ao caos do set e aos ataques do acaso… 
       
O que A Noite Americana deixa claro é que o cinema, como arte essencialmente coletiva, sofre com certas desvantagens e complicações: é preciso contar com a cooperação de pessoas frequentemente instáveis, excêntricas e falíveis, que possuem frequentemente interesses conflitantes e vícios abundantes, especialmente a vaidade e a ambição, num set superlotado e onde os mínimos detalhes tem que ser levados em conta.
 
Além disso, A Noite Americana é também uma Aula de Desilusão, que põe às claras o quanto o cinema se utiliza de inúmeras técnicas de ilusionismo para se tornar uma verdadeira arte da enganação – o que todos sabemos bem, mas às vezes preferimos esquecer. As cenas em que a equipe de produção fabrica chuvas artificiais, ou a maneira que arrumam pra filmar um acidente de um veículo, no contínuo esforço de fazer o falso parecer autêntico, diverte e instrui tanto quanto os melhores making-ofs que já se viu. 
 
Achei um barato o diretor reuniur num filme de behind the scenes, vários clichês do cinema, o jovem ator e inseguro, a atriz bonita e depressiva, a decadente histérica, alcoólatra e em crise com a idade, o galã metido a pegador, mas que no fundo é gay, a contra regra que transa com todo mundo da equipe, as crises dentro do set, aos atores que esquecem as falas, tudo com a poesia clássica do diretor.
Sempre fui chegado ao que tem por trás das cenas, talvez por ser tão aficcionado por cinema. Almodóvar faz isso em Ata-me e Tudo Sobre Minha Mãe, acho genial mostrar o lado humano dos atores e em contraponto esse lado fake, feito para as pessoas sonharem.
O fato é que A Noite Americana é um filme lindo, uma verdadeira declaração de amor ao cinema feita pelo mestre Truffaut. Que aliás, é um gênio.
        

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: