Recomendo

before20sunset2

Finalmente consegui assistir Before Sunset (Antes do Pôr do Sol). É muito louco como a nossa visão sobre um filme muda com o passar dos anos – na primeira vez que assisti (2003) achei chato, como comentei aqui anteriormente.

Mas tanta coisa se passou de lá pra cá, que hoje ao assistir o filme novamente pela manhã entendi a beleza sutil e o porquê ele é um dos favoritos de tanta gente que eu conheço.

Já vivi algo parecido com o filme, em Paris também, mas não demorei 9 anos para reencontrar a pessoa. Apenas 6 meses (depois de muitas trocas de e-mail). Mas o mais incrível foi a intensidade de como tudo aconteceu. Um dia não é nada, eu sei, mas tanta coisa pode acontecer num dia só, e podemos levar isso por muito tempo.

No meu caso, foi engraçado, nos conhecemos num bar no Marais – entrei no local, bati o olho, rolou aquela troca de olhares básica e só. Fim. Mais tarde, na mesma noite em uma boate na Bastilha – estava lá a criatura – foi uma noite ótima, engraçada, inesquecível, mas passado os 6 meses – nos encontramos no Parc Monceau (um dos parques mais bonitos de Paris e pouco conhecido pelos turistas) e a situação era outra, de amizade. Apesar de tempos depois (por e-mail) descobrir que a vontade no caso (de ambos) era diferente do que mostramos na hora. E porque representar, se a vontade era outra?

Química e afinidade são coisas que não sabemos explicar. Por que algumas pessoas mexem tanto com a gente e outras não? Acasos assim, como esse que aconteceu comigo nos transporta para o mundo dos sonhos, do ideal, do romance – quantas vezes me peguei pensando antes de dormir, como seria se eu tivesse ficado lá – será que a história teria seguido em frente? Como eu estaria agora?

E o filme trata bem disso. E se? E se? E se? E o mais interessante é que tudo se passa em um único dia.

Começa na livraria Shakespeare & Co (que fica ao lado da Notre Dame, meio que à margem do Sena – já fui lá duas vezes – uma graça mesmo), depois os dois seguem a pé pelo bairro do Marais (dá para ver pelas placas e ruas), o papo que começa superficial, fica mais intenso – depois os questionamentos sobre o que teria sido a vida dos dois se tivessem se encontrado em Viena – conforme prometido 9 anos atrás. O tempo perdido, a frustração de não terem ficado juntos, a vida atual de ambos…

Ela é meio neurótica (também sou um pouco – não é à toa que adoro Woddy Allen), bem francesa, questionadora, impaciente, charmosa; ele também uma graça, com um ar mais maduro, achei bacana o olhar de apaixonado dele por ela; ela também, completamente na dele. E histórias assim, sempre emocionam.

O filme termina com ela divagando sobre Nina Simone (com uma bela canção da diva do jazz ao fundo) e talvez isso tenha sido o que mais me emocionou no fim do filme – pois tenho vivido Nina Simone a muito tempo – é uma cantora muito especial para mim, pois ela remete a uma pessoa muito importante na minha vida.

Lindo, lindo. Aos que não gostaram muito do filme, façam como eu, deixem o preconceito de lado e prestem atenção nos dois – é de doer.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Recomendo

  1. Esse filme é a continuação do “Antes do amanhecer”, eu ainda não vi este filme já faz horas que quero assisti-lo talvez agora depois do seu post pegue na locadora, o primeiro lembro que gostei muito… um encontro …um dia apenas…tantas coisas comuns…tudo para dar certo….mas acaba com a separação no final de 1 dia, dia esse tão forte que talvez durante todos os anos que os separaram eles lembrassem um do outro com carinho (eu divagando), mas as vezes acontece isso mesmo alguém que passa pela sua vida e deixa marcas irreversíveis marcadas na alma, e oque fica dessas pessoas apenas lembranças, e concordo com vc as vezes também me indago: E se? E se? E se?
    Mas a vida toma o seu rumo e o que ficam são recordações lembradas pelas músicas que marcaram a época.
    Adoro divagar no seu blog sempre inspirador.
    beijos e boas recordações.

  2. valeu pelo elogio, adoro. rsrsrs
    Bom tem uma frase que ela fala no filme que esqueci de postar.
    Bom, algumas pessoas sao sim insubstituiveis!
    Cada amor tem sua particularidade! E e sempre uma dor quando ele se vai.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: