2009 e a França no Brasil

antoine20et20colette202

2009 é o ano da França no Brasil.

Bom, sou um apaixonado pela França. Talvez por isso, me deixo fascinar tanto pelo cinema francês. Mas o fato é que o país possui tantas atrações – culturalmente falando – que não tem como não se deixar levar pelo brilhantismo de tudo que eles criam.

Algumas delas, a meu ver – são obrigações de todo ser humano curioso e atento –  como “Acossado” de Jean-Luc Godard, “Os incompreendidos” e “Uma noite Americana” de François Truffaut. Outro clássico “Hiroshima meu amor” de Resnais. Mas são tantos…..Jules e Jim…e por aí vai!

Além dos contemporâneos: “Amélie Poulain“, “Canções de Amor“, “Swimming pool“, “O Tempo que resta“, “Em Paris“.

Louis Garrel (sempre), Isabelle Huppert (a melhor atriz francesa de todos os tempos), Juliette Binoche, Romain Duris, Melvil Paupoud, Eva Green, Marion Cottilard, Charlotte Gainsbourg, Chiara Mastroianni…..

Sem esquecer do Jean-Pierre Léaud, Brigitte Bardot, Gérard Depardieu, Catherine Deneuve, a eterna Belle de Jour, Fanny Ardant, Emannuelle Béart, entre outros tantos…. do cineasta Jacques Demy…do Philippe Garrel com seus filmes cabeça de 4h de duração.

Na literatura – mais obrigações – “Madame Bovary” de Flaubert, “Em Busca do Tempo Perdido” do Proust, “O Pai Goriot” do Balzac, os contos do Maupassant….Jean Paul Sartre (dele só li A questão Judaica), Simone de Beauvoir (comecei Os Mandarins, mas não fui para frente….)

Na música Edith Piaf, Yves Montand, Françoise Hardy e Serge Gainsbourg (o mais abusado que a França já conheceu, donos de canções ótimas).

O fato é que a França é mesmo um berço cultural. Paris é um lugar onde ninguém se cansa de ir (nunca confie numa pessoa que diz que não viu graça na cidade – acredite – conheço algumas pessoas que não gostam de lá).

Deu saudades de Paris. Um dia ainda vou morar naquela cidade. Meu francês melhora a cada dia e tenho certeza, que passarei um tempo bom ali. Andar por Saint Germain de Près, pelas ruazinhas do Marais, passar a tarde nos pequenos museus (Louvre não consigo mais, por culpa das filas), sentar nos cafés, ver a vida passar, não existe nada melhor.

As comidas e os vinhos, nem preciso falar.

E os franceses ainda reclamam (e aliás, com um charme bem particular).

Anúncios

Um pensamento sobre “2009 e a França no Brasil

  1. Eu nunca estive em Paris, mas já ouvi milhares de histórias maravilhosas de lá. Como tenho um mêdo absurdo de avião (além do l’argent que é sempre curto, claro), acho que nunca vou conhecer… mas bobagem, os filmes e os livros estão aí pra isso. Acabei de ler algumas novelas do Balzac e estou me coçando por mais. Só tenho um Dostoiévski novo aqui, mas deve ser tão deprê que me deu um pouco de preguiça….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: