Fanny e o cinema francês

secrets

Sou apaixonado pela Fanny Ardant – a primeira vez que a vi foi no filme “A Mulher do lado” (La Femme da Côte) do cineasta François Truffaut, onde ela contracena com o galã Gérad Depardieu. Mas Fanny ficou famosa por interpretar a diva da música clássica  Maria Callas no filme Callas Forever.

Fanny foi a última mulher de François Truffaut, que tinha uma certa mania de se relacionar com as atrizes que contracenava. Engraçado que na França, o charme mesmo não está nos atores e sim nos diretores, eles que possuem o poder do fascínio. Não é a toa, que os papéis na França são disputados a tapa. E virar muso ou musa de algum diretor é a graça máxima que um ator de verdade pode ter (bem diferente de Hollywood, onde tudo ali é comércio).

Um dos motivos de ter um blog é tentar influenciar as pessoas que chegam aqui de alguma maneira a descobrir o cinema francês. Eu mesmo demorei a gostar, a entender; mas uma vez que você o descobre é paixão para a vida inteira – que no meu caso é amor. Brinco que faço terapia assistindo filme, ao invés de sentar no divã (nada contra a psicanálise – mas não tenho dinheiro para fazer – então….fico com meus filmes e livros – que dão margem aos meus pensamentos).

Mas como o papo aqui é a Fanny Ardant, ela está em cartaz no filme Segredos Íntimos. Não assisti ainda – mas quero muito – quem sabe nesse final de semana. Assisti ao trailler – e promete.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: