Os Sonhadores

promo_024

Os Sonhadores é o filme mais popular do blog. Todos os dias ao ver o ibope e os posts mais acessados, lá está o filme, com o maior número de visitas.

O filme de Bernardo Bertolucci é mesmo genial, tem um apelo erótico de certa forma – mas para quem é cinéfilo, a beleza do filme está na quantidade de referências aos clássicos do cinema arte, principalmente Jean Louis Godard (o papa da nouvelle vague ao lado de François Truffaut).

Isso vem na cena de Isabelle, a linda francesa interpretada por Eva Green, que fala “eu nasci na Champs Elisée em 1959 e minhas primeiras palavras foram New York Herald Tribune, New Yor Herald Tribune….” a famosa frase de Jean Seberg em Acossado (À Bout de Souffle) de Godard, filme marco do cinema novo francês, que inspirou e quebrou toda a estética de como fazer cinema no mundo.

A nouvelle vague era assim, discutia-se arte, cinema )(a revista da moda era a Cahiers du Cinéma, que existe até hoje), filosofia e literatura, quebrava tabus através de frases incríveis, memoráveis, muitas externas, um charme característico do francês….

Os Sonhadores certamente é um filme para os amantes do cinema. A cena dos três jovens correndo pelos corredores do Louvre (como em Band à Part – de Godard novamente) é uma das mais belas, onde misturam imagens do filme original à película.

Algumas imagens remetem a quadros famosos, expostos nos museus franceses.

A trilha sonora é fantástica, Françoise Hardy, Piaf, Montand…bem anos 60. Deu uma inveja de não ter conhecido essa Paris de 1968, que delícia deve ter sido viver essa época por lá, Jean Paul Sartre, Simone de Beauvoir, aqueles cafés incríveis em Saint-Germain de Près, as passeatas estudantis, a Cinemateca Francesa, reduto de jovens amantes da 7ª arte.

Outro filme interessante para assimilar bem esse momento – Amantes Constantes – de Philippe Garrel (o pai do Louis), que por sinal é personagem central do filme, que tem quase 3h de duração e com uma fotografia em preto e branco, que lhe valeu o melhor filme de 2005 na França.

Os franceses sabem fazer cinema, sabem tocar em assuntos como poucos – é cinema arte – que entrete e faz pensar – eu cada vez mais, me distancio de produções de Hollywood – e não por pretensão – não me encanta e cá entre nós nem me diverte (salvo uma produção ou outra). Mas depois que você aprende o que é cinema – dificilmente consegue ser pouco seletivo.

Na foto, os atores Eva Green e Louis Garrel (muso do blog).

Anúncios

Um pensamento sobre “Os Sonhadores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: